Home / Destaques / Grupo leva alimentos para Moradores de Rua em meio a pandemia do Coronavirus
Grupo Amor de Rua - Trabalho com Moradores de Rua
Grupo Amor de Rua - Trabalho com Moradores de Rua em São Paulo

Grupo leva alimentos para Moradores de Rua em meio a pandemia do Coronavirus

Esse tempo difícil que vivemos em nosso País, tem trazido o despertar de muita solidariedade nas pessoas. Ações sociais e gestos de carinho tem se espalhado por todo o País. E na cidade de São Paulo um grupo de amigos estendeu o olhar para pessoas muitas vezes esquecidas, os moradores de rua. 

Em atividade há cerca de 2 anos, o grupo Amor de Rua tem levado alimentos, roupas e água para moradores de rua da região central e Leste de São Paulo, além de uma mensagem de esperança e fé. O trabalho acontece semanalmente, porém com o início da pandemia uma preocupação veio a tona. 

Trabalho Social em meio a pandemia do Coronavirus

“No inicio dos rumores da pandemia do Covd-19 eu particularmente fiquei preocupado em preservar a saúde dos voluntários do Amor de Rua, e não trazer nenhum tipo de problema para dentro das nossas casas, e conforme as orientações de evitar aglomerações e contato físico entre as pessoas, resolvemos suspender os trabalhos”, comentou Márcio Neto, líder do grupo. Mas alguns dias depois algo o fez refletir sobre essa decisão. “Com o passar dos dias e ouvindo as noticias e vendo alguma imagens na TV e Internet pensei que estava sendo muito egoísta com a minha decisão anterior, e que as pessoas que estavam na rua continuavam precisando de ajuda, ainda mais agora” concluiu ele. 

E em conversa com o grupo resolveram não parar. Decidiram dar andamento aos trabalhos com responsabilidade, tomando os devidos cuidados com o uso de mascaras, luvas, álcool gel e diminuindo o número de voluntários em cada rota.

Trabalho Social em meio a pandemia do Coronavirus

PESSOAS SEM ALIMENTO

Os integrantes do grupo tem encontrado nessas semanas de trabalho muitas pessoas sem alimentação por até dois dias. Pessoas que agradeciam a Deus em alto som quando viam a marmita chegar até elas.

Alguns moradores de rua relataram que outras pessoas que faziam este trabalho, deixaram de fazer e além disso comentaram aos voluntários a dificuldade em conseguir doações de alimentos em estabelecimentos que por estarem fechados ou trabalhando de forma reduzida, não tinham sobras ou doações. Relatos que demonstravam como estava (e está) difícil conseguir o que comer.

“Eu acredito que esse é um trabalho emergencial. Tem muita gente na rua que continua com come, sede e frio, ainda mais agora com essa situação toda em nosso País. O que pudermos fazer para ajudar, temos que colocar em prática para amparar essas pessoas no que estiver ao nosso alcance”, comentou Ricardo Costa, um dos integrantes da equipe de voluntários.  

O Amor de Rua acredita que este é o melhor momento para o trabalho continuar firme, tendo em vista a grande necessidade das pessoas nesses dias. 

SOBRE O GRUPO

A ação social acontece semanalmente em São Paulo abrangendo bairros como Bresser, Mooca, Vila Prudente, Belém e Brás. O grupo é compostos por três equipes, a equipe de doações (que recebe e organiza as doações que chegam), a equipe de alimentação (que prepara as marmitas que serão distribuídas), e a equipe de rua (que fazem o trabalho de entrega aos moradores de rua). 

Conheça mais deste trabalho no Instagram @AmorDeRuaICE

Redação Agente Gospel

Check Also

360 WayUp completa 5 anos co mercado de Cinema Cristão - Cinema Gospel - Filmes Cristãos

360 WayUp completa 5 anos como referência no mercado cinematográfico cristão

Em 2020, a 360 WayUp completa 5 anos. A empresa nasceu com o objetivo de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *