domingo , 17 dezembro 2017
Home / Destaques / Conheça REVIV, o ministério que anda na contramão do mundo
Ministério Reviv

Conheça REVIV, o ministério que anda na contramão do mundo

O Ministério Reviv, hoje em Brasília, lançou o seu álbum independente em junho de 2017. O criativo nome do ministério se escreve VIVER, só que ao contrário. A ideia é transmitir a vida na contramão deste mundo. A banda foi criada pela cantora Laine Rodrigues, que também compõe as letras do Ministério que contam em cada canção um pouco da sua experiência de vida com Cristo.

Laine, que é natural de Brasília, ao nascer teve algumas complicações por incompatibilidade sanguínea onde recebeu seu primeiro milagre. Aos 11 anos de idade ela e sua família se mudaram para Recife, onde ela deu seus primeiros passos na música e quando tinha 16 anos de idade conheceu a Cristo.

Após a sua conversão aprimorou seu canto na Igreja Presbiteriana de Casa Caiada em Olinda-PE, alguns anos mais tarde foi convidada a fazer parte de uma banda cristã de rock feminino. Contudo, quando se casou, ela e o esposo se mudaram para Manaus-AM e lá, literalmente, sentiu a sede de levar o Evangelho através da música, onde então nasceu o Ministério Reviv.

O Reviv promove não somente canções e acredita em ações sociais e artísticas para propagar a fé cristã. Entre as iniciativas, está a produção de quadros artísticos, cujo valor arrecadado é doado a ONGs que lidam com crianças. Laine Rodrigues explica a ideia e afirma que a concepção dos evangélicos acerca de arte está mudando. “A arte no meio cristão, com desenhos, teatros, poesias e tantas formas tem ajudado a somar em levar o evangelho”, acredita. “Meu trabalho eu faço porque amo pintura e necessitava unir esta atividade em prol do Reviv. A arte será leiloada é o valor destinado a crianças carentes em forma de produtos de uso pessoal: frauda, roupinhas, leite, produtos de higiene, enfim o que estiverem precisando. Sei que pode ser pouco devido à tantas necessidades, mas o importante é fazer”, acrescentou.

A musicalidade do repertório não bebe exclusivamente das referências congregacionais nacionais e internacionais, mas também possui um pé no rock. Laine conta que uma de suas influências, antes da conversão, foi a banda Evanescence. O projeto possui a produção de Kenye Ribeiro e concepção musical de Laine Rodrigues e Estevão Felix. O álbum contém 8 faixas e a principal característica é a variação do estilos musicais em cada faixa, deixando a sonoridade bem diversificada. Veja o clipe da faixa “Por Amor”:




“Após minha conversão, escutei muito Building 429, fizemos até uma versão de uma de suas musicas, outras bandas foram Vineyard, Oficina G3, Skillet, Fireflight e outras”, destacou. Disponível nas plataformas digitais, o álbum contou com produção musical de Keyne Ribeiro.

Acerca do cenário evangélico do país, a visão de Laine não é totalmente positiva. “Sinceramente, acho que a igreja tem se moldado muito às necessidades das pessoas e discordo em parte, pois não podemos perder a essência do evangelho”, afirmou.




Assim, pondera que a concepção de alguns evangélicos acerca da relação com Deus deveria ser repensada. “Tudo é para Deus e não para minhas necessidades. Creio que os verdadeiros prevalecerão. Pois Deus está neles”, reiterou a intérprete.

Ricardo Costa – Agente Gospel

Check Also

Natal Black

Natal Black, o maior evento de Black Music Gospel do Brasil, acontece em dezembro

O tradicional Natal Black, evento que acontece anualmente em São Paulo e que reúne os principais …

Comentários no Facebook